sexta-feira, 9 de agosto de 2019

Em 2014, lancei meu 13º livro, Histórias de flamenco e outras cenas ciganas, e ressaltei que seria meu último livro sobre tal temática (ciganologia). Em 2016, estive na Unirio, convidada pelo professor Eduardo Alentejo (Biblioteconomia), participando de um simpósio sobre o tema. Em 2016 e 2017, ainda sobre o referido tema, palestrei no Instituto Cervantes, onde já participara de inúmeros encontros culturais sobre ciganologia e outros assuntos – Monteiro Lobato e Arte e Espiritualidade. Em 2018, no Estúdio Denise Tenório, Todos os caminhos levam aos ciganos – 32 anos do movimento cigano no Brasil. Nesse meio-tempo, sempre atendi a alunos e alunas de várias universidades do país, colaborando com entrevistas para seus trabalhos acadêmicos, e com pesquisadores da TV Globo para minisséries, novelas. Em 2019, a convite da ONG Cepecro (Volta Redonda), falei sobre Educação e, em seguida, sobre Mulheres Ciganas a convite do Centro Coreográfico da cidade do Rio de Janeiro. Como tenho livros sobre tal temática em várias editoras, sempre que me solicitam, compareço a escolas e a livrarias.

Porém, tal evento a convite da Uerj (13/8/2019) – A indocumentada etnia cigana registrada pela arte – configura-se como um encerramento de ciclo no tocante à minha autoria de projetos e conferências sobre ciganologia. Encerro com as artes – sobretudo a literatura –, o meu leitmotiv, afinal, desde sempre, em todos os meus livros de várias temáticas. Meus encargos profissionais vêm me solicitando sobremaneira. Pelos livros de ciganologia não recebi nenhum prêmio (somente o Finalista do Jabuti por A inspiração espiritual na criação artística (2000) e por Povos de rua (Mérito Cultural – UBE-RJ). Mas sou grata a tal temática e a todos (editoras, entrevistados) que colaboraram comigo neste sentido. Em especial (em memória), ao professor Ático Vilas-Boas da Mota, ao dr. Oswaldo Macedo, ao músico Mio Vacite, à Esmeralda Liechocki, a Cândido da Silva Pires e ao músico Antonio Guerreiro de Faria.

Rio de Janeiro, sexta-feira, 9 de agosto de 2019.

Nenhum comentário:

Postar um comentário