quinta-feira, 25 de dezembro de 2014

Meu novo livro, "Histórias de flamenco e outras cenas ciganas"

Foi uma bela festa o lançamento de Histórias de flamenco e outras cenas ciganas (Tinta Negra Bazar Editorial), na Livraria Cultura do Cine Vitória (tel: 21 3916 26 00). No final desta postagem, separei algumas fotos desse dia. As fotos são do fotógrafo Nem Queiroz.

O livro está disponível na Livraria Cultura (rua Senador Dantas 45, Centro do Rio): http://www.livrariacultura.com.br/p/historias-de-flamenco-e-outras-cenas-ciganas-31003419 e nas seguintes livrarias:

Arlequim (Praça XV, Paço Imperial)
Sabor Literário (Leblon)
Galileu (Tijuca e Largo do Machado)
Eldorado Books (Tijuca)
Blooks (Artplex, Botafogo)
Argumento (Leblon)
Bolívar (Copacabana)
Copabook (Rua Francisco de Sá, Copacabana)
Folha Seca (Centro do Rio)
Nobel (Dowtown, Barra)

Para maiores informações, você pode entrar em contato com a editora Tinta Negra: (21) 3833 58 17, https://pt-br.facebook.com/pages/Tinta-Negra-Bazar-Editorial/215418941823933 e pelo email vendas@tintanegraeditorial.com.br


Através de material de pesquisa, o livro mostra a evolução do trato da imprensa com o tema ciganos, numa viagem que vai desde a década de 1920 até nossos dias. O livro traz ainda histórias que procuram refletir a situação do povo cigano hoje, espalhado em diversas partes do mundo, como Nova York, Rio de Janeiro, Madrid, entre outras cidades. 

No dia 25 de dezembro, concedi uma entrevista para o jornal O Globo, na coluna "Conte algo que não sei", para a jornalista Marina Cohen, falando um pouco sobre a cultura cigana, a quem presto meu agradecimento pela competência e seriedade, assim como ao fotógrafo Marcelo Carnaval.

O link para a entrevista é o seguinte: http://oglobo.globo.com/sociedade/conte-algo-que-nao-sei/cristina-da-costa-pereira-professora-escritora-seu-vizinho-pode-ser-um-cigano-14895329.

Na matéria, há dois pequenos erros. A atriz cigana, na verdade, se chama Ana Rosa e não Aline Rosa. E a migração dos ciganos para outros países se deu a partir de aproximadamente 1000 d.C e não 1000 a.C.



















Nenhum comentário:

Postar um comentário